folhas de outono

folhas de outono

quinta-feira, 14 de abril de 2011

QUATRO !



Aos quatro ventos
entre os quatro cantos
com quatro olhos
e quatro ouvidos
retumbavam:
-amor
-desejo
-paixão
-prazer
sem proferir palavras
proclamavam o uivo dos monossíbalos
nem:
-a chuva
-o frio
-o sol
-a noite
completavam os sonhos carnais...

Severa Cabral(escritora)

2 comentários:

Livinha disse...

O par. O que se vive em plenitude a dois, onde mais ninguém pode testemunhar...

Boa Noite Severa.
Encantada com teus poemas. Todos muito lindos e de sensibilidade impar.

Encantada de saber que és uma conterrânea minha, ainda que nesta linda terrinha, deixei de morar quando criança...

Sou da família Duarte e Lacerda.

Fiquei feliz pelas palavras derramadas lá em meu recanto o que terei sempre o prazer de receber-te mais vezes por lá.

Fica aqui o meu carinho, te seguindo e me deliciando com os teus poemas..

Obrigado pela tua visita.

Bjs

Livinha

Ingrid disse...

que gostoso Severa..
são sentidos e vividos.
um beijo e bom findi..