folhas de outono

folhas de outono

sábado, 9 de julho de 2011

A MESA QUE ESCREVO !


Na mesa que escrevo
Encontra-se lápis e papel
Num breve momento
Passo a me entregar
Numa doce poesia

Na mesa que escrevo
Minhas mãos dançam
Sobre o papel e numa
Transparência de pensamentos
Registra-se um verso

Na mesa que escrevo
Passo a me entregar
Na saudade pego o lápis
Num desenho em palavras
Ainda consigo fazer um poema

By Severa Cabral
(escritora)

Direitos autorais reservados
lei 9.610 de 19/02/1998

29 comentários:

Luria Corrêa . disse...

É incrível como um pedaço de papel adicionado a um lápis pode realizar na gente né Severa?

Bom fim de semana, grande abraço.

✿ chica disse...

Lindo conhecer o cantinho da inspiração...beijos,chica e ótimo fds

Everson Russo disse...

Mesa de sonhos, de poesia que embalam a alma,,,de suporte a todos os desejos poeticos...grande beijo de bom sábado pra ti amiga querida.

Célia disse...

A maravilha de sermos alfabetizados no intelecto e no coração propicia-nos a transformação possível em amores e sentimentos numa simples folha de papel e um lápis! Parabéns, Severa! Abraço, Célia.

R. R. Barcellos disse...

Que seria do papel sem o lápis que o fere? Um mundo vazio...
Que seria do lápis sem a mão que o guia? Um graveto inerte...
Que seria do escritor sem a inspiração que o ilumina? Uma carcaça inútil...
Beijo.

Cristal de uma mulher disse...

Ohh! minha amiga querida e sempre presente comigo. Adoro o que vc escreve porque há essência no que faz e perfume em teu sorriso cheio de vida.

Assim vc é Severa uma mulher cheia de vigor que busca em vc mesma a jovial presença de teu espírito e do corpo.

Beijos amada e fica com Deus todo o tempo

Meire disse...

Severa querida, abençoada seja essa mesa que traz todas essas palavras até nós!!! ;)

bjokitas e meu carinho sempre!!!!

Vera Lúcia disse...

Olá Severa,
Nada como um cantinho especial para liberar a imaginação.
Lápis, papel e inspiração, gerando magia.
Um lindo final de semana.
Beijo.

Evanir disse...

Não me permito ficar sem fazer minhas visitas.
Como está quase impossivel para mim teclar
fasso tudo que consigo fazer nesse momento.
De uma forma ou de outra deixar meu carinho
e agradeço por Deus ainda me permitir
a isso.
E dentro de mim tenho certeza
nenhum amigo ou amiga
vai criticar por levar cola.
Mais entender minha fidelidade
e o amor que tenho por todos.
Minha alma e coração agradece
todo carinho que recebo.
Tenho certeza que aos poucos
ficarei bem pois não nasci assim.
Deus abençoe seu carinho comigo
e me resguarde para não deixar de vitar você.
Um feliz Domingo beijos no coração
amiga pra sempre,Evanir.
Etarei lendo sua postagem e
trazendo comigo como um balsamo
para o meu coração.

Bixudipé disse...

Nostálgico, não?

Adorei; abração.

Lena disse...

Severa, minha linda amiga
Deus foi generoso conosco: te deu uma linda mesa e instrumentos necessários para você nos enternecer. Bjkas e um lindo domingo!

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida

Eu é que sou feliz por receber o carinho de alguém como vc.
A mesa, onde vc escreve, é um altar no qual vc celebra sua sensibilidade. Lindos versos.
Beijo

Fátima Guerra.

Rosi Alves... disse...

FOI QUANDO EU NÃO MAIS SUPORTAVA A DOR VIREI POETA,POIS SER POETA E UM DOM MAIS NINGUÉM SABE DE QUE FORMA ELE SE MANIFESTA.BEIJOS AMADA DOMINGO DE MUITA PAZ!

Vivian disse...

Bom dia,Severa!!

Belo cantinho inspirador!!
Beijos pra ti!
Tenha um lindo domingo!

Ingrid disse...

nesta folha em branco depositas tua alma .. e nos encantas!
beijos linda amiga..

Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti minha amiga...beijos.

Sandra disse...

E aí te entregas para fazeres sonhar...
Eu gosto de escrever na cama, vê lá bem:)))
Beijinhos

♫*Isa Mar disse...

Oi amiga, e que belo poema!
Estou mais ausente pq estou trabalhando em algumas coisas importantes, então minhas visitas ficam menos frequentes, mas na medida do possível estarei por aqui!
Beijos em teu coração!

Leonel disse...

Alô, Severa!
Muito bonito seu blog!
Belas coisas saem a partir de um lápis e papel, estando eles na tua mesa!
Obrigado pela tua visita.
Estou te seguindo!
Abraços!

Sandra Botelho disse...

Na mesa que escreves nascem jóias...
Beijos achocolatados

Artes e escritas disse...

Olá, Severa, tem um selo para você no
http://selosarteseescritas.blogspot.com/ , ganhei da Acácia. As regras são publicar abaixo do selo que o deu e indicar 3 blogs. Um abraço, Yayá.

Aleatoriamente disse...

Boa noite moça linda.
Obrigada pelo carinho.
Tua poesia envolve e nina.
È linda!

Beijinho amada
Fernanda

Sandra Portugal disse...

Vim retribuir sua amavel visita e comentarios!Parabens pelos belos textos de sua autoria.bj Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Um lápis, uma folha de papel e um coração se derramando...
Beijokas doces querida!

Sotnas disse...

Olá Severa, que tudo permaneça bem contigo!

Somente quem vive esta experiência sabe o que diz nestas simples palavras rimadas com deveras sentimentos, por mais que se tente jamais vamos conseguir transmitir o que sentimos no momento em que criamos palavras arrumadas em versos e rimadas! Deveras agradecido por tuas visitas e comentários sempre tão carinhosos venho por cá ler tuas sempre belas postagens sempre criadas com tua sensibilidade e desejar a você e todos ao redor intensa e feliz existência, enorme abraço e até mais!

MARILENE disse...

Só é preciso uma folha em branco e uma caneta ou lápis. Da mente e do coração vêm as palavras, formando os versos. Perfeito!!!!!
Bjs.

Paulo Francisco disse...

Escrever em papel... passar em palavras ecantos.
Um beijo grande

Ives disse...

A poesia nasce como o sol nos doa sorriso no rosto rs abraços

"nunca"

Lena disse...

Amada,
Passei pra te deixar um beijinho antes de dormir. Você é tudo de bom, amiga! Beijão com muito carinho!