folhas de outono

folhas de outono

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

MEU ABAJUR ! ! !

Sempre me pego vivendo um retalho da minha vida .
E por esses dias estive a admirar um abajur muito 
requintado ,uma obra de arte.
Me deslumbrei com a sua luz.
Lembrei-me quando era criança,onde o abajur
da minha casa era a lua,que penetrava seu
clarão por entre as enormes janelas.
O alpendre era lugar para se jogar conversa fora,
por hora a fio,tudo na penumbra do abajur
que os Astros nos oferece...

Hoje entrando na ficção com esfera puramente literária,
deixo um poema iluminado pelo abajur que ilumina minha alma.
MEU ABAJUR  !

Tudo se ilumina
através do meu abajur
no infinito chão de estrelas
que brilhou 
quando te vi passar

Tudo se ilumina
através do meu abajur
quando na lua cheia
ilumina mostrando
o delírio da fantasia
desenhado de uma louca paixão

Tudo se ilumina
através do meu abajur
que já foi bola de cristal
quando descobri que te amava
e você mostrou o seu amor
juntos testemunhamos
com abraços e beijos

Tudo se ilumina 
através do meu abajur
quando vi a noite 
saudar o sol pedindo 
para ficar mais um pouco
com a lua e as estrelas
deixando tudo por conta do amor...

Severa Cabral (escritora )
Direitos Autorais reservados
lei 9.610 de 19/02/1998


Me conta qual foi o abajur que iluminou tua vida ?


57 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Ah! L'amour, l'amour, l'amour,
Que a nossa poetisa vê
Sob a luz de um abajur
E que traz até você -
Até nós todos, deveras,
Rimas não muito "severas"
Mas bonitas como quê!


Beijos iluminados, Severa.

Dilmar Gomes disse...

Lindo, amiga Severa. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

Daniel Costa disse...

Amiga Severa

Trazes aqui à colação o abajour do luar, Para mim uma recordação de beleza, lembrando as noites de luar, de Verão, em que dormia junto à eira numa cabana improvizada. O "lit motif", para o poema é muito feliz, como ele próprio. Te esmeraste no teu papel de verdadeira poeta (poetisa).
A tua própria prosa contemplativa, tem muito de poesia.
A canção continua, como pérola da companhia.
Afinal respiras poesia mesmo!...
Beijos boa amiga

lis disse...

Oi Severa
E a luz do seu olhar reflete aqui no meu espaço , trazendo seu sorriso sempre de bem com a vida.
Que seus dias sejam sempre com esse vigor e alegria,
linda poesia, seu dom faze-nos bem.
abraço grande

Sandra Subtil disse...

Os olhos dos meus filhos, sem dúvida!
São a minha luz!
Beijos, amiga!

Evanir disse...

Boa Tarde Madrinha Severa.
Gostei muito do seu poema ,também do comentário da amiga Sandra.
Sem duvidas ela falou da maior luz que temos na vida.
Porém essa luz do abajur é diferente
recordo o quanto queria um abajur e na minha casa não tinha energia .
Hoje apesar de todas as dificuldades ainda sinto saudades da unica luz que entrava pelas frestas das paredes .
A luz da Lua .
Madrinha pensando bem tive tantas momentos que foram um pesadelo ,mais alguns sinto saudades.
Madrinha tenho pensado muito a algum tempo venho escrevendo um outro livro,mais muitas vezes me deparo como hoje diante do seu poema me levou diretamente ao passado tenho vontade de escrever ,A Viagem 2.
Com uma infinita saudades deixo meu carinho.
Um feliz feriado beijos da sua afilhada que te ama muito.
PS:A roupinha que vc deu para minha bisneta falta pouco para servir quando ela colocar não vou me esquecer de enviar a foto.

Clarice Moreno disse...

Passando aqui amiga para lhe agradecer sua presença em meu espaço !!!
Mas que poema mais liiiindo, enquanto lia, eu vizualiza cada verso seu! Seu blog é o abajur que nos ilumina, é acolhedor, e você é uma mulher incrível.
Beijinhos da sua amiga
Clarice Moreno

isa disse...

Minha querida Severa,lindo o abajur!
Igual ou mt parecido com um que tenho na minha sala!
Lindo Poema e o embalar da música de fundo!
Beijo.
isa.

Yasmine Lemos disse...

O abajur do quarto da minha avó , me fazia fantasiar cada história linda...
saudades
beijo

✿ chica disse...

Adoro abajures! E tua vida ilumina ao te olhares no espelho e ver teu sorriso.Lindo,Severa!! beijos,ótimo feriado! Tuuuuuuuuuuudo de bom,chica

✿ chica disse...

Foi bom passar aqui agora. Voltei de SLeopoldo, onde visitei minha mãe e as velhinhas. Venho de lá carregada, estranha. Chego aqui essa música e tuas palavras me fizeram chorar o que estava trancado. Foi bom! beijos,chica

Everson Russo disse...

Iluminação da alma,,,do brilho do olhar em poesias...beijos amiga e um belo feriado pra ti...

Casa das Bonecas de Pano de Ipiabas disse...

Oi minha querida alegria, de um abajur, sai um poema tão lindo que faz eu viajar, no tempo que o céu, as estrelas e a lua entrava também pelos cantos do lugar onde eu morava com minha mãe e meus irmãos,tempo que dá saudade e vc fez eu me lembrar hoje desse tempo, querida lindo feriadão e obrigada sempre por seu carinho bjs da amiga Leila

Luciana Santa Rita disse...

Menina linda,

Tudo bem? Que encanto nos presentear com um abajur que nos resgata para a luz. O meu abajur está ligado e estarei me redistribuindo para João Pessoa. Então, querida amiga, sentirei de perto a sua bondade.

Bom feriado e beijossss

Catia Bosso disse...

O abajur que iluminou minha vida tem um brilho anormal... pois se irradia pelo meu amor!!!!



Lindo Post, minha Deusa rsrs

bjsMeus
Catita

MA FERREIRA disse...

Eu não podia deixar de dizer que
vc Mammy é a própria LUZ!!
Eu digo isso com propriedade porque
ja senti de pertinho todo o seu calor e brilho!!!!!
Voce é real ... e pura luz!!!!

beijinho de carinho,

Rô... disse...

oi minha querida,

na minha vida existem muitas pessoas que ao longo do caminho foram se tornando abajur,
e atualmente querida minha,
posso dizer que você é um deles,
com toda certeza ilumina meus dias com seu carinho e seu sorriso...

obrigada pela luz,
beijinhos

Tunin disse...

Tu, Severa, és esta abajur que irradia amor com beleza de alma que tu tens.
Cada verso lido é como uma canção de amor.
Perfeito, minha poeta!
Beijos.

VILMA PIVA disse...

Linda Severa, a luz de tua alma nos ilumina e encanta!!
Maravilhosa poesia! Parabéns, querda amiga! Beijos!

Van-Ivany Fulini Sversuti disse...

Um lindo abajur que iluminou lindas lembranças de amor!
Querida amiga Severa, já és conhecedora da minha admiração pela tua pessoa, pelo teu carinho e carisma na amizade, sem falar da tua elegância!
Eu só sinto não poder vir todos os dias, além de que fiquei sem internet...
Mas aqui estou para curtir de pertinho este blog encantador!
Deixo o meu carinho, a minha amizade e o desejo de um lindo feriado e lindo fim de semana.
Um beijo da amiga
Ivany

Everson Russo disse...

Um belo dia de feriado pra ti minha amiga,,,beijos poemas e flores...

rosa-branca disse...

Um poema que não precisa de abajour pois tem luz própria. Adorei. Beijos com carinho

»♥«Nati Caetano»♥» disse...

Oieeee Amiga Severa.Menina que lindo, do abajur você demonstrou a grande luz, e você tem uma luz maravilhosa na sua alma. Belo poema!!


Beijos no seu lindo coração.E tenha um ótimo final de tarde.

Célia Rangel disse...

Oi, Severa! Obrigada por ser "o abajur" em meu blog! Sua presença sempre carinhosa, incentiva-me sempre mais e mais. Lindo o seu post! Só pessoas como você, sente nas coisas mais simples, a presença do amor e, partilha com generosidade!
Bjs. Célia.

Leonel disse...

A luz do teu abajur sem dúvida foi o amor!
Beijo, Severa!

edumanes disse...

Nesse lindo olhar
Todos se iluminando
Junto de você passar
Ver seus lábios sorrindo!

Brilha no céu um estrela
Na terra uma flor perfumada
Florida sempre vê-la
Com lágrimas de amor regada?

Com abraços e beijos
Flor muito bem amada
Encontrados seus desejos
Rosa linda desabrochada!

Obra de arte
Requintada ela ser
De manhã ou à tarde
Seus romances escrever!

Pega um retalho de sua vida
Por aquele Abajur iluminada
Depois de uma carta de amor lida
Sonha feliz na cama deitada!

Boa quinta-feira para você,
amiga Severa Cabral (escritor),
beijinho
Eduardo.







Julliany kotona disse...

Oláá adorei seu blog tudo é incrivel por aqui já estou a te seguir e sempre estarei por aqui a te lêr e comentar deixo aqui o meu se gostar fique por lá bjooos tenha um ótimo dia!

http://julikotona.blogspot.com.br/

Fernanda Oliveira disse...

Oi amiga Severa! Ficou muito legal este poema!

''Tudo se ilumina
através do meu abajur
quando vi a noite
saudar o sol pedindo
para ficar mais um pouco
com a lua e as estrelas
deixando tudo por conta do amor...''

Beijo, beijo, beijo. Fernanda Oliveira

Ghost e Bindi disse...

Olá Severa! Cada qual tem seu abajur...pode ser Deus, o ser amado, os filhos, o trabalho...enfim, o que importa, é ter-se luz dentro de si, como sentimos vir de vc!
Abração

Bíndi e Ghost

Ghost e Bindi disse...

Olá Severa! Cada qual tem seu abajur...pode ser Deus, o ser amado, os filhos, o trabalho...enfim, o que importa, é ter-se luz dentro de si, como sentimos vir de vc!
Abração

Bíndi e Ghost

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

O que um simples abajour consegui fazer na tua inspiração, simplesmente divinal como sempre.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Regilene disse...

RETALHOS DE UMA VIDA

Retalhos de uma vida
Pedaços de lembranças...

Fotografias se misturam
Entre a sua beleza e a poesia arredor
Que da simples admiração
De um requintado abajur
Vislumbrando uma obra de arte
Vira um poema...

Deslumbrada com sua luz
As recordações ganham poesia
Nas lembranças de quando era criança...

Onde o abajur da sua casa
Era a lua que penetrava seu clarão
Por entre as enormes janelas
Que abrigaram sua infância...

E assim os astros ofereciam a penumbra
De onde se ouviam do alpendre
Horas de conversas jogadas fora...

Das lembranças a luz da alma
A poesia iluminou-se luzindo a inspiração
Em seus versos cheios de emoção...

Ascendendo fantasias
E desejos de uma louca paixão
Em versos cheios de amor
Vistos de um requintado abajur...

QUERIDA AMIGA SEVERA,
DEIXO-LHE UM ABRAÇO CHEIO DE SAUDADE!... Regilene

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Severa, minha querida amiga!
Tudo bem?
seu abajur "real" e seu abajur " poema" são muito lindos.
Eu não te considero a luz de um abajur, porque vc é uma luz inteira, e não um tom de luz pela metade.Encanto de pessoa.
Deixo lhe:
A Poesia renova e reacende o amor.
À meia-luz do abajur
Relembro os momentos
De paz e delírio
Tom de luz pela metade
Lembranças de amores tão lindos...bálsamos infinitos p o coração...
Obrigado pelo carinho da visita!
Ótimo feriadão!
Beijos

Lucinha disse...

Severa,

Eu sempre comento aqui sobre o seu brilho natural. Você não precisa de abajur, pois sua beleza dá brilho a qualquer ambiente.
Isso que você relatou sobre a lua, me fez recordar quando era criança e passava férias na fazenda de meus avós. Naquela época não tinha luz elétrica, e a lua que iluminava nossos caminhos. A noite na hora de dormir, eu também percebia o brilho dessa linda luz entre as frestas das portas e janelas. Sabe amiga, o seu poema me fez até sentir o cheiro daquele lugar.
Lindas fotos!
Um abençoado final de semana. Beijos

vendedor de ilusão disse...

Oh, minha flor...
Adorei sua crônica; achei uma analogia encantadora pela singeleza, assim como, o expressivo e tocante poema. Meus parabéns!

marlene disse...

BOM DIA AMIGA LINDA DE SORRISO PURO E CRISTALINO,QUE BELO POEMA QUERIDA
É UM PRAZER LER SEUS VERSOS E VER SUA ALEGRIA PARABENS POR POSTAR SUAS LEMBRANÇAS QUE GUARDAS COM TANTO CARINHO OBRIGADA POR COMPARTILHAR E NOS FAZER LEMBRAR DE COISAS TÃO BOAS QUE VÃO FICANDO LONGE DOS OLHOS MAS SEMPRE PERTO DO CORAÇÃO BJS COM CARINHO MARLENE

Everson Russo disse...

Uma bela sexta feira pra ti minha amiga e um maravilhoso final de semana repleto de poesias e flores....beijos e beijos...

Sônia Amorim disse...

Os olhos de um grande amor que iluminou minha vida 3 vezes e continua a iluminar os meus caminhos, meus filhos, minha luz por onde eu passar, que linda poesia amiga, me emocionou demais, beijos

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Peço desculpas pela demora em retribuir seu comentário,a vida não está sendo fácil.Minha mãe fez cirurgia nos olhos e final de ano na escola é um caos.Não estou tendo tempo para fazer aquilo que mais gosto,ler e escrever no meu blog e dos meus amigos.Grande abraço
se cuida

Livinha disse...

Olá amiga conterrânea, sempre brilhando com a luz que te acompanha...

O primeiro abajur que iluminou a minha vida, foi o instante em que nasci,
de intensidade tão grande que era como estivesse diante da cruz do menino Jesus...
...e luz mais nenhuma encontrei igual, senão essa própria natural,
universo colossal...

Perdoe o meu silêncio, os momentos em que desapareço na minha sofrida andança que de mim até esqueço...
mas logo me recupero e retorno a esse universo amigo onde guardo todos os meus apreços...

Lindo fim de semana pra ti

Bjs

Livinha

Eloah disse...

Querida e linda amiga, boa noite.Que as estrelas sejam este eterno abajur que ilumina nossas noites , encantam nossa alma e servem de inspirações aos nossos corações poéticos.
Você já nasceu iluminada amiga.Vir aqui é encontrar beleza, ternura e sedução.Tenha um lindo final de semana.
Bjs. Eloah

Bento Sales disse...

Olá, grande amiga Severa!
Seu quebra-luz é realmente bonito e inspirador. Também já tive a Lua com abajur (pelos buracos do andaime da casa).
O abajur é nosso anjo da guarda, pois nos vigia enquanto nos refestelamos e é testemunha de momentos de grande ternura, amor e felicidade.
Por isso merece ser tão bem cantado por você num poema-canção que nos deixa enternecidos.

Parabéns pela inspiração!

Ah, não te indiquei para o selo porque vi que já tivera sido premiada.

Abraços fraternais do amigo de sempre.

Everson Russo disse...

Um sábado repleto de carinho e poesias pra ti minha amiga,,,beijos e flores...

José María Souza Costa disse...

Admiravel, Amiga
Isto é mais que um abajur, é uma obra prima de arte. Amei. Aproveito para lhe desejar um fim de semana muito bom e agradavel. Parabens.

edumanes disse...

Boa noite "Amiga Maruja", sua visita venho agradecer, e desejar uma boa noite e bons sonhos para você.
Fica sabendo minha amiga, que aquela história ou conto como queira lhe chamar, não foi por mim inventada,
é real e passou-se com quem a escreveu. Entendeu menina Severa Cabral (escritora) apaixonada linda senhora, no Brasil nascida e desabrochada flor!

Beijinho
Eduardo.

Everson Russo disse...

Um belo domingo pra ti minha amiga,,,,paz, carinho e muita poesia e uma semana repleta de cores e flores...beijos e beijos...

Mariazita disse...

Bom dia, minha amiga
Lindo abat-jour e lindas as recordações que originou.
O luar, eterna musa dos poetas!

Igualmente bonito o poema que nele se inspirou!

Um feliz Domingo e uma semana abençoada.
Beijinhos

lis disse...

Passando pra deixar meu abraço Severa e desejar uma semana muito linda e feliz .
Obrigada por estar sempre sorridente estimulando-nos e dando carinho
Que a luz do abajour seja a metáfora que precisamos pra manter a luz acesa.
abraços

Cristal de uma mulher disse...

Minha garotinha linda do nosso nordeste....Terra que emana as mais lindas belezas...saudade ..

Vim pedir perdão pela ausência amada,pois tive por votivos da saúde de minha mãe para Piracicaba e estou numa luta sem fim..mais espero que logo tudo se resolva e fique tudo em paz..

Minha linda tudo lindo por aqui como sempre perfumado com essência da rosa mais bonita..VOCÊ...sempre esta mulher cheia de vida e sucesso..continua assim minha linda amiga..

Um beijo saudoso de quem está distante dos olhos mais bem pertinho do teu coração....Te gosto muito amiga não desaparece por favor...

Beijo no coração e paz a tua alma linda de sempre.

Marcia Melo Morais disse...

Oi Severa,belissimo poema,como todos sem restrições rs,uma bela semana pra vc!

Anne Lieri disse...

Tudo se ilumina quando entro no blog da amiga Severa!...rss...que bela poesia,Severa!Vc é que é iluminada!Bjs e boa semana!

Vera Lúcia disse...


Olá Severa,

Você é a própria luz, pois irradia alegria para todos nós.
O poema é lindo.
Adorei as novas imagens que vi por aqui. Seu espaço está repleto de luz.

Beijo.

MARILENE disse...

Minha querida
Ficou muito belo seu poema. Essa luz, artificial e necessária, embeleza os ambientes e lhes dá um clima de cumplicidade (rss).
A sua, real, ilumina os caminhos por onde passa.
Grande beijo!

Manuel Luis disse...

Quando essa luz é igual á da lua, então temos uma luz perfeita para nos iluminar. Recorda-me as noites de luar nos piqueniques tardios.
Bj.

Sotnas disse...

Olá poetisa Severa, que tudo permaneça bem contigo!

Com certeza, tudo se ilumina quando temos o amor como sentimento primeiro, e assim a inspiração flui com a intensidade das nossas boas recordações!
Belo este teu pensamento sentido e escrito que compartilha com os amigos que por cá sempre vêm se encantar neste teu belo espaço, parabéns!

E sempre agradecido por tua amizade e visitas eu deixo meu desejo que você tenha sempre em teu viver este amor e esta felicidade intensa, um enorme abraço e até mais!

Bandys disse...

Ola Severa

A beleza do teu abajur iluminou seu amor. E o meu não é diferente, quem sempre ilumina minha vida é a luz do amor.

Lindas as fotos, que iluminam nós leitores.

Não vim antes, pois estava viajando.
Obrigada pelo carinho, amiga.

beijos

Toninhobira disse...

Há sempre uma luz,que surge para iluminar esta mente na sua fina criação.
E que esta luz esteja acesa e irradiando amiga.
Muito bonita as fotos na moda girassol ao lado.
Parabens com meu carinhoso abraço e terna admiração.
Boa semana a voce amiga.
Bjo.