folhas de outono

folhas de outono

sábado, 26 de maio de 2012

HOMENAGEM AO NOSSO JUMENTO !

SENTIMENTO


  Hoje trago o sentimento de nós nordestinos homenageando o 
nosso jumento antes que ele desapareça definitivamente das 
quebradas do sertão nordestino...


                                       Para quem não conhece um jumento de perto,saibam  que
                                   ele é assim;gosta de carinho e é muito agradável ,para o tato
                                   e os sentimentos afagar a pelagem aveludada do pescoço,se nota
                                   que ele recebe o agrado com prazer e apenas não sabe falar.
                           
                               Apesar de ter tantas boas qualidades,é sempre maltratado...
                               E falando nesse animal ,quero deixar registrado que muitas vezes
                               fazemos um comparativo de burrice com o burro animal...

                                                 
                       
                                 O nosso jumento ganhou tantos nomes e, por cima não é amado.
                               
                                         JEGUE-aquele que nunca deixa o dono na contramão
                                  JUMENTO-se reproduz com muita facilidade,e a multidão
                                                      de asininos só aumenta na verdade.
                                      JERICO-faça sol ou caia chuva,ele dá sempre sua
                                                     contribuição total.
                                      BURRO-não dá para imaginar o Nordeste sem burro,
                                                      pois faz parte de todo trabalho.
                                  BURRICO-serve até de relógio com rincho cronometrado.
                                         
                                                              O PROVÉRBIO   DIZ  !

                                  "O burro nunca aprende,o inteligente aprende com a sua própria
                                experiência,e o sábio aprende com a sua e a experiência do outro."

                                          HOJE TIVE QUE DEIXAR DE SER BURRA ,PARA
                                     INTITULAR O POEMA .                

                                                                SER BURRO !

                                                          A gente não quer ser burro
                                                          A gente quer ser qualquer pássaro
                                                          A gente quer ser qualquer animal
                                                          A gente quer ser tudo
                                                          Menos o que somos...
                                                          Quando o filósofo acredita
                                                          Nas suas reflexões
                                                          A burrice acredita que é gente
                                                          A gente aceita ser burro
                                                          Quando não se pensa...

                   
                                                             Severa Cabral(escritora)
                                                           Direitos autorais reservados
                                                           lei 9.610 de 19/02/1998

64 comentários:

Mery disse...

Boa tarde, amiga.
Muito bom o post; "instrutivo* também ...gostoso de ler.
Bonita e muito bem feita essa "homenagem" aos jumentos*, esses animaizinhos que prestam serviços caladinhos... não são burros, não.

"A Gente quer ser qualquer animal*...Tudo! Menos "o que somos!"
É bem assim, e quem ama os animais tem Deus no coração, é do Bem*...
Parabéns pela beleza de post.
Beijos, Mery*

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Tudo bem?
...que maravilha de postagem...muito bem descrita, informações preciosas e precisas...gostei! O poema lindo e encantador, como sempre!Obrigado por compartilhar!
Bom final de semana!
Beijos com carinho!

Majoli disse...

"A gente quer ser tudo, menos o que somos"
Maravilha minha querida amiga!
E que o jumento não entre em extinção.

Beijos de um delicioso final de semana.

Leonel disse...

Quando eu morava no Recife, lá no interior de PE fizeram um tal "festival do jerico", onde tinha até hamburguer feito com a carne do bichinho!
Depois de trabalhar a vida toda, o coitado ainda era devorado!
Mas este com você é uma simpatia!
Foi contaminado pela tua!
Bjs, Severa!

edumanes disse...

Severa Cabral e o burrico
Cada um tem sua maneira
Não fica aborrecida comigo
Porque estou na brincadeira!

Me montei num burrico
Dele me fez cair
Fiquei no chão estendido
E ele de mim se ficou a rir!

O burrico fui eu
Ele espertalhão
Não mais me esqueceu
O grande trambolhão!

Tinha razão o burrico
Quem nele me mandou montar
Por ter sido atrevido
No chão me fez estatelar!

A Severa e o seu burrico
Na fotografia que bem ficar
Tão mansinho instruído
Será que sabe zurrar!

Quem burro não quer ser
Sua pele não vestir
Anda por ai tanto burro sem saber
Vestido como gente a sorrir!

Não sei se fiz burrice
Com o que estive a escrever
Não fiz para ninguém aldrabice
Espero Severa não aborrecer!

Gostei do seu burrico!
Bom fim de semana
um beijo
Eduardo.

R. R. Barcellos disse...

Chamar um néscio de burro é ofendê-lo - não ao néscio, mas ao burro.

Abraços, mocinha.

Anônimo disse...

A gente aceita ser burro
Quando não se pensa...

AHHHHHH VÁ???????? SÉRIO?

Toninhobira disse...

Como diria o velho Luis, o Jegue é nosso irmão.Bem lembrado amiga com critica aos maltratos que os animais recebem por aqueles a quem muito lhe serve.

Lindo fim de semana a voce.
Carinhoso abraço.
Beijo.

Daniel Costa disse...

Amiga Severa

Tudo bem!... Em tempos que lá vão, nunca os burros de mim gostaram, trabalhei com vários. Por dever de ofício, os conduzia, mas tremia como varas verdes. Um dia fui mandado dar água ao burro, ia a cavalo, não é que: frente a uma taberna, no único empredrado que havia, o burro escoiçou e me detou ao chão. Era Domingo, bastantes homens vieram, de mãos na cabeça, vinhm acudir. Qual quê? Num ápice, voltei a montar e a desandar.
Em mais experiências que tive, reparei que era bonzinho de mais. Uma mesma burra, que para mim se tornava um caso muito sério, quando tocava a um colega meu (também o consirava burro). antes de de mais nada aplicava-lhe um tratamento de cacetada, forte e feio, a cabo de enxada. A burra amançava, ficava obediente e mais nada. Por último herdei uma burra, à qual dediquei um poema (BURRA DO PAI ZÉ). Essa a pai dizia: "adinha para onde eu queria ir".
Meus deuses! Ainda bem que naquele canaval já não estava eu e tinha o meu auto!
Beijos

Tunin disse...

Severa! O jumento é o símbolo do nordeste. A tua poesia arrematou a beleza desse símbolo tão querido e ingênuo do nordestino.
Parabéns, querida!
Abração.

Imac by Artes disse...

Severa querida!
Tens lindos sentimentos, e escreves seus poemas com a alma.
Homenagem merecida ao jumento,
animal dócil e trabalhador,
criávamos na fazenda.
Abraços! Uma linda noite e um domingo abençoado e feliz pra ti.

MA FERREIRA disse...

Mammy Linda..saudades..
Amei o ver o burrinho aqui..
Vc é danada..não tem tema que voce não transforme em poesia!
Mulher porreta..das minhas..rs
Bjinho Mammy..saudades...

Evanir disse...

Boa noite madrinha Amada.
Adorei sua postagem me levou ao tempo de infância .
Quando morava no campo papai tinha engenho de fazer rapadura açúcar preto hoje açúcar mascavo e melado .
Tinha dois jumentos para rodar o engenho.
Hoje não existe engenho nem jumentos mais tudo mudou em nome da civilização..
Sua postagem esta linda eu não imaginava é que onde vc mora ainda tinha essas rais da minha história.
Madrinha você me surpriendeu com essa postagem .
Alma linda,,te enviei mais um email espero que tenha recebido esse não voltou igual aos outros que mandei.
Minha amada agradeço suas palavras de carinho deixada no meu blog referente a nossa amiga Luconi.
Um lindo Domingo pra ti beijos da sua afilhada.
Evanir.

✿ chica disse...

Que lindo tudo aqui.Fotos, poesia e esse jumento. Adoro e tenho uma pena do olhar deles. Tão acanhadinhos e tímidos, sinceros,rsrs beijos,linda semana,chica

Pedrofransilva disse...

Criatura só você mesmo!

Depois de um longo período de isolamento sem celular em net na minha nova morada, venho aqui e vejo você dizendo que deixou de ser burra pra dar título, e cria ao poema!
Burrice sem pre foi um sentido pejorativo, mas o animal em si, além de forte e sofrido é também um animal sagrado, citado até na bíblia, dizem até que a marca que ele (jumento) traz em seu dorso é a marca do menino jesus a quem ele serviu de transporte.
Quanto a sua sensibilidade, falar é chover no molhado... é seu dom!
Saudades, tentei ligar umas vezes chamou , chamou e não atendeu. Entendi que atendido estava!
Abraços!
Continuo aqui às vezes "burro" às vezes "besta" outras (em sua maioria) vezes querendo ser só eu - é exatamente quando não conseguem me enxergar de verdade!

Pedrofransilva disse...

Essa história toda de jumento me lembrou uma homenagem do grande e saudoso Luiz Gonzaga que deixo aqui pra todos e todas:
Apologia Ao Jumento (O Jumento É Nosso Irmão)
Luíz Gonzaga

É verdade, meu senhor
Essa história do sertão
Padre Vieira falou
Que o jumento é nosso irmão
Ao ao ao ao ao ao

O jumento é nosso irmão
Quer queira, quer não

O jumento sempre foi
O maior desenvolvimentista
Do sertão...

Ajudou o homem na vida diária
Ajudou o homem...
Ajudou o Brasil a se desenvolver

Arrastou lenha...
Madeira...pedra, cal, cimento , tijolo...telha
Fez açude, estrada de rodagem, carregou água pra casa do homem...fez a feira e serviu de montaria
O jumento é nosso irmão...

E o homem...
em retribuição o que, que lhe dar?
Castigo...pancada, pau nas pernas, pau no lombo,
Pau no pescoço, pau na cara, nas orelhas.
Ha...jumento é bom o homem é mal

E quando o pobre não agüenta mais o peso
De uma carga, e se deita no chão...
Você pensa que o homem chega ajuda
O bichinho se levantar? Hu...pois sim
Faz é um foguinho debaixo do rabo dele
O jumento é bom...
O jumento é sagrado...o homem é mau.

O homem só presta pra botar apelido no jumento
O pobrezinho tem apelido que não acaba mais
Babau, gangão, breguesso, fofarkichão,
Imagem do cão, musgueiro, corneteiro, seresteiro,
Cineiro...relógio, é....ele dar a hora sertã no sertão
Tudo isso é apelido que o jumento tem...
Astronauta...professor, estudante...
advogado das bestas...

é chamado de estudante, porque quando o estudante não sabe a lição da escola
o professor grita logo
você não sabe porque você é um jumento
e o estudante pra se vingar boto o apelido
jumento de professor, porque o professor ensina ele de graça...pos sim, quem ensina ele de graça
é o jumento meu filho...é assim...
A E I O U U
SINONIMO, SINONIMO,
SINONIMO, SINONIMO,
SINONIMO, SINONIMO,
Só não aprende a ler quem não quer
Esse é nosso jumento nosso irmão
Animal sagrado...
Serviu de transporte pro nosso senhor
Quando ele iria para o Egito, quando o nosso senhor era perritotinho...

Todo jumento tem uma cruz nas costas
Não tem? Pode olhar que tem...
Todo jumento tem uma cruz nas costas
Foi ali que o menino santo fez o pipizinho
Por isso ele é chamado de sagrado
A ha ha...jumento meu irmão,
o maior amigo do sertão

ele é cheio de presepada sim senhor
uma vez ele me fez uma menino,
que eu não me esqueci mais
quando dar as primeiras chuvas no sertão,
agente planta logo um milhozinho
no monturo da casa da gente, porque dar ligeiro
e é milho doce, dar ligeirinho, ligeirinho
o jumento cismou de ser meu sócio
eu disse eu pego ele...
quando ele invadiu minha roça...he...
eu preparei uma armadilha, cheguei perto dele
comendo meu milho em...vou lhe pegar
ele balançou a cabeça, ligou as Atenas
torceu o rabo torceu, torceu, torceu
deu corda e disparou...
deu um pulo tão danado na cerca
que nem triscou na minha armadilha
correu uns 10 metros, fez meia volta, olhou pra mim e me gozou...seu Luiz...seu Luiz
comi seu milho...e como e como e como e como
filho da peste comeu mesmo...

mas eu gosto dele...
porque ele é servidorzinho que é danado
animal sagrado...jumento meu irmão eu reconheço teu valor...tu és um patriota, tu és um grande brasileiro...eu to aqui jumento, pra reconhecer o teu valor meu irmão...

Agora meu patriota, em nome do meu sertão
acompanha seu vigário, nesta eterna gratidão
aceita nossa homenagem
o jumento é nosso irmão ao ao ao ao ao ao ao ao

Arnoldo Pimentel disse...

Uma maravilhosa homenagem, parabéns.Beijos.

Andre Mansim disse...

Eita minha amiga Severinha. Que legal essa postagem viu... Tudo o que fala sobre animais ganha minha simpatia logo loguinho! Hahahahahahahhaha. Muito bom!

Seu blog é sempre muito legal da gente visitar!

Lucinha disse...

Severa,

Linda homenagem ao jumento, com essas lindas fotos e poesia. Pra completar essa linda canção ao fundo com o nosso querido e saudoso Gonzagão.
E como ele mesmo canta na música: o jumento é nosso irmão.
Tenha um lindo Domingo.
Beijos

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Gostei da postagem! Os animais cativam-nos como a raposa explicava ao principezinho no livro de Antoine de Saint Exupery. Bjs e bom fim de semana!

VILMA PIVA disse...

Olá Severa, muito justo homenagear esse animal que tanto representa força de trabalho para o homem. Parabéns!! Beijos!!

Célia Rangel disse...

Admiro Severa, sua reverência às origens de todos nós! Bela postagem! Bj. Célia.

Sandra Subtil disse...

Só alguém sensível como tu para fazer esta homenagem.
Beijinho querida Severa

Tatiane Salles. disse...

Você tem o dom, minha querida! Linda homenagem ao burro. rs. A música de fundo é cômica, mas verdadeira.
Parabéns pela imensurável e distinta inspiração.

Que você tenha um excelente domingo. Cheio de paz, luz e alegria.
Forte abraço.
Tatiane Salles.

http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

Att.

Eloah disse...

Lindos jumentos! Parabéns por homenagear este animal trabalhador e amigo, perseverante.
Bjs linda e doce amiga. Bom domingo! Eloah

Everson Russo disse...

Muitas vezes queremos ser tudo na vida...até o que jamais teremos condições de ser...interessante sua postagem,,,reflexiva...beijos de bom domingo e uma bela semana pra ti.

Smareis disse...

Oi Severa,

Parabéns pela postagem. Os animais merece sim homenagem, e fizeste muito bem esse poema.
Esse bichinho é um trabalhador de sol a sol e merece um carinho. Esses dias estava vendo uma matéria sobre eles. São super inteligente.

Desejo que sua semana seja só de benção. Grande abraço!
Beijos no ♥♥♥♥

Dilmar Gomes disse...

Amiga Escritora, bonita homenagem a este animal símbolo do nosso país.
Um abraço. Tenhas um lindo domingo.

Daniel Costa disse...

Amiga Severa

Voltei a passar reli e vou ouvindo a música e declamação. Pensei para comigo, a sorte agora está com os jumentos, que até estão agracidas com video apropriado. Ou me engano bastante ou os asnos ainda vão subir a cavalos!...
não quero parecer burricoque, mas amei o vídeo.
Beijos

Anne Lieri disse...

Severa,sensacional sua poesia sobre o burro!Acho uma graça esse animal,simbolo do trabalho e que é muito inteligente tb!Lindas fotos,amiga!Bjs e meu carinho!

Eu LU na LUZ disse...

Severa, amiga de carisma contagiante, dona de um sorriso que ilumina! Somente uma pessoa com a tua sensibilidade e talento, poderia colocar tal tema em questão desta forma tão bela e atrativa, tu és grandiosa! Beijão, minha querida, que tenhas uma linda semana!

Marilu disse...

Querida amiga, estive no blog do nosso amigo Daniel, e achei incrível o poema que ele fez para você. Ele descreveu bem, uma mulher terna, meiga, sensual. Uma praia, uma rede, uma linda mulher. Quanto ao jumento acho que esse animal é muito judiado, fico imaginando o pessoal que mora no interior como iria viver sem esse animal que tanto os ajuda. Tenha uma linda e abençoada semana. Beijocas

MARILENE disse...

Amei e me diverti com sua postagem.
Essas brincadeiras com o burro são muito comuns no interior.
Bjs.

Elisa T. Campos disse...

Eu quero ser sempre um pássaro, digo uma pássara kkkk para voar até aqui e encontrar a minha querida mãezinha que é a poetisa por demais inteligente que me encanta com as suas postagens.

Um lindo domingo para você.

Bjs.

Cidinha disse...

Olá, Severa. Linda postagem! Amei e mi divertir com o jumento. Belas imagens! Maravilha sua sensibilidade e carinho por esses nossos irmãos tão especiaes. Eu amo todos! Obrigada pela partilha. Saudade de Luiz Gonsaga! Grande bjo no seu coração e uma semana linda. Ti adoro flor!!!!

ELAINE disse...

Ôi amiga Severa! Adorei! Burro é quem não ama a natureza e todas as criaturas vivas! Uma segunda-feira abençoada!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

✿ chica disse...

E eu vim olhar essas fotos lindas novamente!Linda semana,beijos,chica

Elisa T. Campos disse...

Querida Severa

Fui lá no blog do Daniel e me encantei com as homenagens a você a Ma, á Marcia e outras

Um lindo início de semana para você
bjs

Lu Nogfer disse...

Bom dia minha rainha dos versos!

Ai que fofo o burrico!Queria ter um rs!Adoro cavalos que nao deixa de ser tudo da mesma familia!E o burro tem uma carinha tao meiga!Meu cunhado tem um que da vontade de apertar de tao fofo!rs

Lindo,lindo este post!Alias, te elogiar pra mim ja é chover no molhado rs!
Sempre venho correndo, mas chegar aqui e só alegria como sempre!
Tao bom sentir esse sentimento em voce que nunca faz acepções!Que deixa sempre um perfume bom no ar!Tao bom se existissem mais pessoas assim no mundo!Ah, a vida agradeceria!

Parabens por tudo que és!

Beijos minha flor de poeta!

Te amo!

Everson Russo disse...

Uma bela segunda feira pra ti minha amiga, paz e carinho sempre...beijos e beijos.

♫*Isa Mar disse...

Oi Severa, beleza de post, sempre lamento o que fazem com esses animais, carregam cargas e mais cargas e são judiados por tantos.
Agradeço sempre sua tão carinhosa visita, beijos e boa semana!

Tunin disse...

Vou lá no Daniel conferir. Votos de uma excelente semana para ti.
Abração.

Vivian disse...

Olá,Severa!!!

Que beleza de homenagem!!!!Todos os animais merecem respeito,merecem ser bem tratados!Sempre.
Beijos,querida!
*Estou bem sim!Só minha net hoje, que está mais lenta que tartaruga!E trancando toda hora!Bah!Que coisa!rs

Nathy Avelar disse...

Que legal seu post viu? Raramente vejo alguém falar sobre animais em blogs e ainda fazer esse poema maravilhoso e sincero.... Parabéns!!

Estou seguindo teu blog, se quiser me visitar também, será uma honra recebê-la...

http://senhoritamoca.blogspot.com.br/

MARILENE disse...

Que toda sua semana seja cheia de luz e inspiração. Grande beijo!

Leninha disse...

Oi amiga Severa!

Além de todas as virtudes o jumentinho é lindo!
Belo e singelo poema,amiga.
Bjsssss,
leninha

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Severa! Bela homenagem! Muito obrigado pela parte que me toca. Rsrs. Burro é aquele que maltrata e não valoriza o burro.

Beijos e ótima semana pra ti.

Furtado.

Zilani Célia disse...

OI SEVERA CABRAL!
QUE LEGAL TERES FEITO ESTA POSTAGEM PARA CONSCIENTIZAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DESTE ANIMALZINHO TÃO ÚTIL EM TUA REGIÃO.
A POUCO TEMPO VI UMA REPORTAGEM, JUSTAMENTE SOBRE O ABANDONO DELES,DEVIDO A SUA MENOR UTILIDADE HOJE EM DIA, ESTANDO SENDO ATÉ ABANDONADOS, PASSANDO A ERRAR NAS ESTRADAS, COMPLETAMENTE ABANDONADOS.
LEGAL TERES TIDO ESTA SENSIBILIDADE.
SOU DO RGS, CONFESSO QUE NUNCA VI UM AO VIVO, MAS SE TRATANDO DE ANIMAIS ESTOU SEMPRE A FAVOR DE SUA CONSERVAÇÃO E CUIDADOS.
ABRÇS
zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Marly Bastos disse...

Que bela homenagem a um dos ícones do nordeste!
Adorei o post e as fotos, e o texto muito instrutivo.
Fui conferir a homenagem a você! És merecedora Severita!
beijokas doces

Sônia Amorim disse...

Não queremos mesmo ser burro, rsrsr amei o post, estou com saudades de vc, espero que esteja sempre muito feliz, beijos

Rosa Mattos disse...

oi Severa, você é o maior barato!! Simplesmente o máximo suas fotos de folhas secas! hehe

Tenho um espaço na lateral do meu blog pra divulgar livros de amigos, se quiser me manda o link pra eu colocar lá.

beijos/!!

Smareis disse...

Oi Preciosa,

Você tem uma alma que jorra perfumes por onde passa. És preciosa de verdade. Adorei o poema que o Daniel te dedicou. Os meus elogios sempre são os mais sinceros,e só os faços pra quem os merece, e você é merecedora de todos eles. Grande abraço poeta.

Beijos e ótima noite.

Carla Fernanda disse...

Uma homenagem merecida a um animal tão trabalhador Severa.

Beijos e boa noite querida!!

Evanir disse...

Boa noite Madrinha.
Concordo contigo a menina ,Anne é uma pessoa que não saberia descrever a grandeza dessa linda menina.
Eu acredito que ela seja um daqueles anjos de luz que ilumina a vida da gente .
O carinho que tenho pela Anne é grande demais o carinho dela comigo é algo pra lá de especial .
Madrinha estou igual jaca caindo do pé vou te mandar um email assim conto como é jaca caindo do pé.
Fiquei feliz com sua doce presença no meu blog amo ver vc aqui pertinho de mim.
Linda semana minha linda madrinha.

Vera Lúcia disse...

Olá Severa,

Ri aqui agora, não pela sua postagem, mas pelo silêncio com que você chegou ao meu recanto (rsrsrsrsrs). Você ainda me pegou acordada, pois estava falando com a Marilene e depois pegaria uma ponte aérea para cá. Aí, vi você chegando (rsrsrsrsrs).

Adorei sua postagem. Sensacional mesmo. É a primeira homenagem que vejo para um jumento. DEMAIS!

Gostei muito das fotos.

Você merece a homenagem do Daniel e
ele a retratou muito bem no poema.

Beijo.

ELAINE disse...

Passando pra agradecer o carinho lá no blog! Excelente terça-feira! Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti minha amiga....sempre com flores e poesias...beijos.

Yasmine Lemos disse...

Muito bom flor! lembrei de Luiz Gonzaga que sempre valorizou o burrinho.Olhar triste eles tem né?
meu beijo

isa disse...

Estou de volta,sim!
Graças a Deus!
Tratei de tudo e ñ me cansei! Que bom!
Mas o melhor de tudo é estar aqui,é
receber e dar o meu carinho a quem tanto estimo e amo!
E já agora: acho o burro um animal doce,simpático e afável.
Tolice de quem lhe chama nomes feios!
Beijoooooo.
isa.

elvira carvalho disse...

Interessante este poste com uma música bem divertida. O engraçado é que acabei de ler "O presente de Asinus" de Thomas M. Coffey que é sobre o burro que transportou Nossa Senhora até ao sítio onde Jesus nasceu.
Um abraço

Sonhadora disse...

Minha querida

passando para deixar o meu beijinho de boa noite e vou visitar agora o Daniel.

Sonhadora

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Boa noite querida mamy SEVERA.
Estou vindo do blog do amigo DANIEL COSTA. Fiquei pasmo como alguém consegue descrever alguém tão bem sem conhecer essa pessoa? Fácil, basta ler tuas belas postagens, tuas fotos sensuais e teus poemas, sempre com muita criatividade e vivacidade. Até no tocante a tua grande VAIDADE ele acertou em cheio... puxa, ele é realmente bom com as palavras. Parabéns, pelo poema, você merece pois é uma pessoa maravilhosa. Parabéns também pela linda homenagem ao nosso querido JEQUE, animal que conheci muito bem nos 9 anos que vive no nordeste. Vida longa para esses sofridos animais. Vida longa para a nossa amada SEVERA CABRAL. Beijos.

Anônimo disse...

Fico aqui a pensar... o que leva uma pessoa fazer uma postagem desse tipo?

QUE ESPANTO!

Ana Bailune disse...

Severa, você é demais!!! Sempre tive medo das certezas absolutas... daqueles que tem todas as respostas para todas as situações, e que dizem: "Sou assim, e não mudo!" Adorei seu post!