folhas de outono

folhas de outono

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O VENTO !


O vento por ser
a alma da natureza
dá vida a vida
sem ele tudo se imobiliza
O vento é uma metáfora
que símboliza
o entusiasmo com vida
com o vento as árvores
acenam alegres
as folhas velhas caem
numa triste despedida
o mar se enche de ondas
as nuvens são forçadas
a descobrirem o azul do céu
O vento merece uma partitura
Ah! E como merece
por ser belo contemplar
a dança das árvores
das nuvens e das flores...

By Severa Cabral
(escritora)
Direitos autorais reservados
lei 9.610 de 19/02/1998

Agosto é o mês dos ventos.
E eu adoro o som que o vento traz,
do seu barulhinho que traz junto
com o som da natureza.
Só não é melhor do que o som da música,
mas me traz cada pensamento,kkkkkkkkk
E o som do vento que te faz lembrar ?


52 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Vento que sopra a canção da lua na noite.Beijos

Bento Sales disse...

Severa, que sempre nos soprem bons ventos assim como o sopro de Deus que nos deu essa vida maravilhosa.

Obrigado pelo carinho de sempre!

A Regilene fez um maravilhoso poema para mim, mas não consigo me comunicar com ela para agradecer.

Um forte abraços!

Mery disse...

U m forte abraço Severa, andei por aí, o vento não me agrada muito me aborrece, eu não sei porquê.
Beijinhos pra ti. Mery.

Universo Paralelo disse...

linda a foto minha amiga, esta muito bela e feliz, eu adoro o vento, que traz coisas boas e leva as ruins(são poucas mais existem) adorei a poesia, beijos e boa noite!

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

Boa noite poetisa querida!
Vento lembra frescor e alegria.
Uma delícia de se ler.
Abração e uma ótima semana para ti.

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Oi querida amiga Severa. Ah o vento, que também traz tormentas e muito frio aqui no nosso recanto gaúcho. O vento daqui não é igual a tua leve brisa nordestina. Um grande beijo. FIQUE COM DEUS.

Universo Paralelo disse...

linda a foto minha amiga, esta muito bela e feliz, eu adoro o vento, que traz coisas boas e leva as ruins(são poucas mais existem) adorei a poesia, beijos e boa noite!

Evanir disse...

Que a nossa amizade seja sempre verdadeira até o fim.
Quero que saiba tenho prazer em conviver com você
essa amizade linda.
Eu sei que verdadeiros amigos são fieis e nos protegem,
quando estamos sofrendo.
Mesmo sofrendo,continuo semeando
sempre boas sementes.
Quero ser uma primavera eterna no seu coração.
Deus tem benção para você.
Bjs no coração.
Evanir

Majoli disse...

Adoro essas perguntinhas que você faz no final.
:)
Pra mim o som do vento, me faz lembrar da praia, da montanha, do estar abraçadinho com quem a gente ama, pra se proteger do vento....tem coisa melhor?
rsrs

Lindo seu poema querida.
Beijos e saudades de ti no Rabiscos.

Ingrid disse...

sabes querida, que nunca tentei pensar no que o vento me faz.
mas gosto de vento..nos cabelos a liberdade.. na pele o arrepio..
vida!..
beijos linda!

Sandra Puff disse...

Oi,....rsssss
Teu Poema ta lindo....amei essa parte "O vento merece uma partitura
Ah! E como merece
por ser belo contemplar
a dança das árvores
das nuvens e das flores..."
Mas são ventos tranquilos, ne?
Fada, meu depoimento estava lá....kkk
Dê uma passadinha em Sapatinhos da Dorothy, Giovani sentiu sua falta no Niver de Pingo Bentinho...rs...ele sempre olha...
Bjs....de espelho...kkk

Rô... disse...

oi amada minha,

o vento me traz boas lembranças,
o cabelo no rosto,
o cheiro da brisa do mar,
a minha cachorrinha com a cabeça para fora no carro,
os meninos se encolhendo todos,
as folhas fazendo redemoinhos nas ruas...
só coisas boas, querida...

muitos beijinhos

Desnuda disse...

Querida amiga,

Gosto do vento e gosto de sentir o vento. Por pensamento, faço orações muitas vezes, acredita? Tenho imenso respeito pela natureza e lembro-me das boas coisas e agradeço sempre As ruins ou tristes ele leva embora rsrs.

Linda noite e maravilhosa semana. Beijos com carinho.

otilia cristina disse...

O VENTO O QUE ELE ME FAZ LEMBRAR?
COISAS DA VIDA DA INFANCIA DA JUVENTUDE ..COM O VENTO CHEGA O CHEIRO DA CHUVA, ANTES MESMO DELA MOLHAR NOSSO ROSTO,COM O VENTO CHEGA O CHEIRO DO MAJEIRICÃO PELA MANHÃ, E O ORVALHO,COM O VENTO CHEGA ATÉ NÓS O CHEIRO DO PERFUME DA DAMA DA NOITE AQUELA ARVORE QUE PERFUMA AS RUAS E NOSSOS JARDINS.COM O VENTO VAI O TEMPO COM OS VENTOS VÃO AS TRSITEZAS COM OS VENTOS VÃO OS AMORES CHEGAM OS AMORES ..VÃO SE AS DORES ..OS VENTOS TRAZEM E LEVAM TUDO QUE NÓS É DADO POR DEUS ..E PELA VIDA PLENA EU AMO O VENTO ELE ME TRAZ O FRESCOR DA ESPERANÇA, HOJE QUE DIAS DE FELICIDADE CHEGARÃO ..
BEIJOS SEVERA
BONS VENTOS A VOCE!!
OTILIA

lucia de fatima disse...

Oi amiga !
Seu domingo foi inspirador!!!
A natureza é realmente MARAVILHOSA e
energizante .Hoje você faz uma bela
homenagem ao irmão VENTO;que me remete a uma praia que diante da
amplidão do mar abro os braços e desejo ser uma ÁGUIA para voar em liberdade...
Beijos ao vento.

Marly Bastos disse...

Depende da força do vento, ele evoca diversos tipos sentimentos.
Adorei sua definição do vento: "O vento por ser a alma da natureza."
Lindo Severa querida!
Beijokas doces

Artes e escritas disse...

Pode chover, é melhor recolher a roupa do varal:)))Um abraço, Yayá.

Vera Lúcia disse...

Olá Severa querida,
Para ser sincera, não gosto de vento,
mas acho-o indispensável para limpar as impurezas do ar. (Nada romântico,
né? (rsrsrsrsrs).
Tenha uma linda noite.
Beijos.

Ma Ferreira disse...

Mainha.. o vento m faz lembrar cheiro de mato...

Passei pra te dar um beijo de boa noite, mas vc deve estar dormindo.

Postei sobre o congresso...

Amanhã te visito com calma..

Um beijo com saudades..

Anônimo disse...

Dizem que o vento é bravio, por que a mata ainda é virgem e isso o torna
Um menino vadio que não sabe a força que tem.
Quando mais novo na ingerência de papagaios a empinar.
Aprendi com os mais velhos como lhe chamar.
Vem.
Vem, vento caxinguelê.
Cachorro do mato quer me morder.
Verdade ou não, sempre ele me atendeu.
Parabéns minha amiga, uma bela homenagem, para ágüem que não vemos, mas sentimos quando presente,,,

Pena disse...

Estimada e Consagrada Poetiza Amiga:
"...as nuvens são forçadas
a descobrirem o azul do céu
O vento merece uma partitura
Ah! E como merece
por ser belo contemplar
a dança das árvores
das nuvens e das flores..."

Que "coisa" mais linda e enternecedora.
Os seus versos "explodem" ternura e encanto.
Parabéns sinceros.
Tem uma magia sensível e fabulosa na sua escrita que faz sonhar.
Bem-Haja, pela amizade cristalina e pura.
Abraço amigo de respeito pelo que concebe de maravilhar e deslumbrar.
Sempre a admirá-la e ao seu génio poético sublime.

pena

É fabulosa.
MUITO OBRIGADO pela doce visita que adorei.
Bem-Haja, notável amiga.
É admirável, poetiza!

✿ chica disse...

Lindo,Severa e gosto de brisas leves, essas sim...Ventos fortes, não! beijos,tudo de bom,chica

Ma Ferreira disse...

Maiinha..bom dia!!!

Acordei com saudade de vc..

Deixe o vento tocar os carocois de seus cabelos.

Sinta o beijo da brisa... o frescor da natureza..
deixe que ele se incoprpore ao seu ser..

Um dia de paz a vc.... com muita luz, amor e inspiracao!!

te amo,,,,

Ma Ferreira disse...

Eu tava a qui e vc tava la..rs

Olha Maiinha..o Clemente e muito gente boa.
Eu tinha que adota-lo...rs

bjkas....

Everson Russo disse...

Vento, mensageiro de sensações,,,toque de desejos e carinho,,,grande beijo de bom dia pra ti querida amiga.

Leonel disse...

Que os bons ventos sempre te refresquem e te tragam perfumes para inspirar as tuas belas ideias!
Tenha uma boa semana!
Abraços, Severa!

♫*Isa Mar disse...

Oi Severa, eu adoro o vento, sempre quando ele vem dá a sensação de que está levando pra longe as coisas ruins, fazendo uma limpeza.
Com certeza ele merece lindos versos, e os seus ficaram perfeitos.
Beijos e lindo dia amiga!

Andre Martin disse...

Belo texto!

EU NÃO INVENTO:
EU GOSTO MESMO DE VENTO,
MESMO QUE NÃO SEJA EM AGOSTO.

Quando pequenininho,
minha mãe me ensinou a escutar
o que vento dizia,
em vez de ficar com medo dele.

Depois aprendi que
o vento traz de longe
histórias e vozes
de gente distante...
É um alimentador de saudades!

Tem uma música de seresta
(hehehe quase severa, né?)
que diz algo mais ou menos assim:

"Vento, que balança as palhas do coqueiro,
Vento, que encrespa as ondas do mar,
Vento, que assanha os cabelos da morena,
me traz notícias de lá!

Vento, que em cima do telhado,
chamando para a lua espiar,
Vento, que na beira la da praia,
escutava meu amor a chamar...

Vento, diga por favor,
aonde se escondeu o meu amor!"

O vento é poderoso.
Perigoso e destrutivo
quando se torna muito forte...

Wanderley Elian Lima disse...

Olá querida amiga
Me desculpe pela ausência, ando no maior sufoco. O vento ajuda a colorir o céu de pipas que fazem a alegria das crianças.
Beijos com carinho

Meire disse...

Severita querida, hj cheguei cedo! Eu adoro o vento pq tenho sempre a sensação que vou voar. Mesmo que ele despenteei todo meu cabelito rsrs

O barulho do vento me lembra o mar e se eu fecho os olhos pareço estar diante dele, acho que é uma forma do vento me trazer coisas boas, pq mar pra mim é uma imensidão azul de paz. Ixi se eu ficar aqui falando do significado que o mar tem na minha vida num saio mais!! hehe

Que esse vento traga sempre toda essa inspiração que nos encanta os olhos, a alma e o coração. Espero que tenha se divertido de monte no seu findi, viu. E nem se preocupe mais comigo, pois está tudo bem, graças a Deus! Suas palavras são colos para o meu coração, sempre se fico sem elas sinto muita falta vice! Vc é demais, mais do que eu mereço. Te amo muito!!! bjokitas com carinho giganteee!

Pedrofransilva disse...

Severa querida, bom dia!
Sua poesia me trouxe a lembrança de uma música antiga, que, com certeza você conhece. Só pra lembrar deixarei-a aqui.
Beijos na alma!

Prece Ao Vento - Fernando Mendes

Vento que balança as palhas do coqueiro
Vento que encrespa as ondas do mar
Vento que assanha os cabelos da morena
Me trás notícia de lá
Vento que assovia no telhado
Chamando para a lua espiar
Vento que na beira lá da praia
Escutava o meu amor a cantar
Hoje estou sozinho e tu também
Triste, mas lembrando do meu bem
Vento diga, por favor,
Aonde se escondeu o meu amor
Vento diga, por favor,
Aonde se escondeu o meu amor
Vento que balança as palhas do coqueiro
Vento que encrespa as ondas do mar
Vento que assanha os cabelos da morena
Me trás notícia de lá
Vento que assovia no telhado
Chamando para a lua espiar
Vento que na beira lá da praia
Escutava o meu amor a cantar
Hoje estou sozinho e tu também
Triste mas lembrando do meu bem
Vento diga, por favor,
Aonde se escondeu o meu amor
Vento diga, por favor,
Aonde se escondeu o meu amor
Vento diga, por favor,
Aonde se escondeu o meu amor
Vento diga, por favor,
Aonde se escondeu o meu amor

Rosa Carioca disse...

O vento faz-me lembrar de minha mãe, pois sempre que o vento assobiava, ela dizia o seguinte poema:

Dança do vento

O vento é bom bailador,
Baila, baila e assobia.
Baila, baila e rodopia
E tudo baila em redor.
E diz às flores, bailando:
- Bailai comigo, bailai!
E elas, curvadas, arfando,
Começam, débeis, bailando.
E suas folhas, tombando,
Uma se esfolha, outra cai.
E o vento as deixa, abalando,
- E lá vai!...
O vento é bom bailador,
Baila, baila e assobia,
Baila, baila e rodopia,
E tudo baila em redor.
E diz às altas ramadas:
Bailai comigo, bailai!
E elas sentem-se agarradas
Bailam no ar desgrenhadas,
Bailam com ele assustadas,
Já cansadas, suspirando;
E o vento as deixa, abalando,
E lá vai!...
O vento é bom bailador,
Baila, baila e assobia
Baila, baila e rodopia,
E tudo baila em redor!
E diz às folhas caídas:
Bailai comigo, bailai!
No quieto chão remexidas,
As folhas, por ele erguidas,
Pobres velhas ressequidas
E pendidas como um ai,
Bailam, doidas e chorando,
E o vento as deixa abalando
- E lá vai!
O vento é bom bailador,
Baila, baila e assobia,
Baila, baila e rodopia,
E tudo baila em redor!
E diz às ondas que rolam:
- Bailai comigo, bailai!
e as ondas no ar se empolam,
Em seus braços nus o enrolam,
E batalham,
E seus cabelos se espalham
Nas mãos do vento, flutuando
E o vento as deixa, abalando,
E lá vai!...
O vento é bom bailador,
Baila, baila e assobia,
Baila, baila e rodopia,
E tudo baila em redor!

(Afonso Lopes Vieira)

Vivian disse...

Olá,Severa!!

Lindo querida!!!!
Bela inspiração!!
Pra mim o vento conta histórias...de lugares distantes...
Beijos!!

Um brasileiro disse...

Oi moça. Boa tarde! Lindo aqui. Bjus.

isa disse...

O Vento me traz o cheiro do Mar,da
terra molhada!
Hoje ele trouxe-me a sua Amizade!
Beijo.
isa.

MARLENE disse...

PARABENS MINHA QUERIDA NOVA AMIGA SEVERA,LINDO SEU POEMA VIM AGRADECER A VISITA E DIZER SEJA SEMPRE MUITO BEM VINDA AMEI CONHECER SEU BLOG E JA ESTOU SEGUINDO,DEIXO UM ABRAÇO COM CARINHO MARLENE

MARLENE disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Catia Bosso disse...

Que os ventos do amor nunca fujam de ti...

Então reparou que sou libriana né!!! rsrs é que poucos leem o perfil ... kkkk


bjssss meussss

allmylife disse...

Severa já estava com saudades das suas belas palavras.. Boa semana p vc =**

Zil Mar disse...

Oi querida....

linda poesia....acredito nos bons ventos....aqueles que varrem as coisas ruins...levam pra longe....da vista da gente...pra nunca mais voltar...


beijo grande pessoa querida....


Zil

Lena disse...

Severa, minha linda Rainha da Primavera

Estou ainda brigando bravamente pela minha saúde. Fiquei muito triste pq no fim de semana passado descobri estar com diabetes. Foi uma paulada. Fiquei muuuito triste, mas tá passando! A família nessas horas e os amigos são essenciais para encostarmos a cabecinha nesses ombros solidários!Agora é rezar e pedir ao Cara lá de cima para me ajudar a controlar. Está no início: tenho que perder um pouquinho de peso, tentar não me estressar emocionalmente e praticar exercícios...e... tomar os medicamentos necessários.Isso vem me dando uma super deprê mas no mês de setembro estarei de férias e vou descansar muito, pegar muito vento na cara, correr atrás do vento, esconder do vento qdo necessário for...
Lindo o seu poema. Vento lembra mar, sol, chuva, agosto, folhas de outono, cabelos desarrumados, árvoresbalançando, e me lembra sobremaneira uma música eternizada pelo Bob Dylan, que aqui transcrevo a tradução:
"Soprada no Vento
Quantas estradas precisará um homem andar
Antes que possam chamá-lo de um homem?
Quantos mares precisará uma pomba branca sobrevoar
Antes que ela possa dormir na areia?
Sim e quantas vezes precisará balas de canhão voar
Até serem para sempre banidas?

A resposta, meu amigo, está soprada no vento
A resposta está soprada no vento

Sim e quantos anos pode existir uma montanha
Antes que ela seja dissolvida pelo mar?
Sim e quantos anos podem algumas pessoas existir
Até que sejam permitidas a serem livres?
Sim e quantas vezes pode um homem virar sua cabeça
E fingir que ele simplesmente não vê?

A resposta, meu amigo, está soprada no vento
A resposta está soprada no vento

Sim e quantas vezes precisará um homem olhar para cima
Antes que ele possa ver o céu?
Sim e quantas orelhas precisará ter um homem
Antes que ele possa ouvir as pessoas chorar?
Sim e quantas mortes ele causará até ele saber
Que muitas pessoas morreram?

A resposta, meu amigo, está soprada no vento
A resposta está soprada no vento".

Mil desculpas, sempre, minha amiga do core, pelas minhas ausências, mas às vezes as razões de nossos sumiços não são nem tão positivas como gostaríamos que fossem!

Beijos, minha inspiradora do otimismo! Ver, vir aqui e ler vc são presentes imensuráveis!Te amo, SEMPRE!!!!

R. R. Barcellos disse...

As folhas que tu fizeste
No outono se desprender
Docemente dos seus ramos
Para no solo jazer

Hoje ressurgem airosas
Ao beijo da brisa invernal
E bailam, voluptuosas,
Nos braços desse Mistral.

E os Sete Ramos, saudosos,
Intentam reconquistá-las
Com seus meneios garbosos;

E assim as Folhas de Outono
Aos Ramos deixam amá-las,
Dia a dia, ano a ano.

Beijo.

Vera Lúcia disse...

Olá amiga,
Passando para deixar um beijo e agradecer a visita.
Tudo de bom, com o som do vento que você adora.

Vivian disse...

...eu sempre corrí atrás
do vento,
e até hoje não logrei
êxito...rsrs

mas não desisto...
humpfffffffffffffffffffff!!

vc sempre linda!

adoro...

bjokas, flor de formosura!

Sotnas disse...

Olá Severa, que tudo esteja bem contigo!

Aprendi a gostar do vento quando criança sempre que fazia pipas pra soltá-las ao vento, mas aprendi também a temer e respeitar este elemento natural de incrível força quando foi preciso ficar no quintal com medo que a casa desabasse, é a natureza e temos o dever de aprender a conviver com ela já que por cá estamos!


Sempre com belos textos postados e sempre com alegria tuas imagens são postadas, parabéns pelo belo espaço e por toda esta alegria que demonstra para com os amigos. Assim eu deixo meu desejo que você e todos ao redor sejam deveras felizes, e grato por tuas visitas e gentis comentários deixo também enorme abraço e, até mais!

Sueli disse...

Ahhh... o vento! Aquele barulho que faz na janela, como um assovio, faz-me lembrar da minha infância e do medo que eu sentia de fantasmas, pois associava o assovio do vento a eles. Hoje, eu adoro ouví-lo e adoro também não mais temer os fantasmas. Mesmo que existam, deixem que venham... Um abraço bem forte, amiga!

Eloah disse...

Você para mim representa luz e alegria!!!Gosto também de vento.Aqui na ilha onde moro o cio do vento é uma constante. Vento nos faz lembrar da brisa, do mar aberto, dos campos floridos e da dança da natureza. Lindo poema querida!! Obrigada por tuas visitas e os generosos comentários deixados no meu Blog.Continue assim como és, vibrante e irradiando sempre felicidade.Bjs no coração Eloah

Toninhobira disse...

O vento com sua cantiga embala os sonhos meus e faz esta inspiração maravihosa como a sua. O vento que vem do mar deixa sempre uma lembrança que refresca os dias meus,quando o corpo em febre clama por amor.
Linda sua cantiga ao vento amiga.
Um abração de paz e luz.
Bju.

Ma Ferreira disse...

Mãezinha..como vc é querida...
Tava lendo os comentários.. todos tão carinhosos...

Hoje to querendo colo..., nem comenta isso no meu blog porque fico envergonhada..
Ninguém me entende... só voce...

Um beijo..se cuida!!

selma disse...

oi amiga,sabes que o vento me encomoda um pouco as vezes,mas que delícia senti-lo nesta linda poesia,amei,,,,
Severa,gostaria tenho um blog chamado Chá da tarde e tem um espaço destinado para postar livros favoritos ou de escritores,aceitas participar deste espaço?será um imenso prazer postar no chá,convido para visitar,beijos

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia minha amiga-irmã!
Lúcia de Fátima...
Foi cortando o vento no firmamento que cheguei até aqui para agradecer sua visita,da qual me deixa vaidosa.Pois um comentário vindo de vc só acrescenta meu viver.
Bjsssssssssssssssssssssssss

Elisa T. Campos disse...

Que lindo, Severa
Vento
Nuvens
Arvores
e flores numa alegre partitura

e os ventos de agosto entonando música no seu lindo poema

Beijos