folhas de outono

folhas de outono

sábado, 14 de maio de 2011

OUTONO DE PENSAMENTOS !


São folhas livres
caem com o vento
em formas de pensamentos
não aceitam algemas
voam como as borboletas
pousam onde querem...

(Severa Cabral)escritora

8 comentários:

Joanne Layne disse...

Tudo muito Lindo como sempre!!!

Marcia Morais disse...

parabens querida pelo blog ,pelo poema e pela pele linda rs bjs!

valquiria calado disse...

Pra começar bem a semana, trago-lhe uma ginástica espiritual.
O ministérios da saúde aprova: pode ser praticada por todas as idades.

Que sua semana seja de vitórias!!!

Para o Corpo

Entregue ao Pai Celestial todas as tuas cargas, preocupações e tristezas.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

(Mateus. 11:28,30)


Para a Respiração
Respire apenas a atmosfera de paz, amor e felicidade.

“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus”.

(Hebreus 12:14)



Para os Olhos
Veja somente o bem em teus semelhantes.

“O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem”.

(Romanos 12:9)


Para os Ouvidos
Escute a voz de Deus.

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz; Eu as conheço, e elas me seguem”.

(João 10:27)


Para a Mente
Exercite exclusivamente idéias construtivas.

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há, e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento”.

(Filipenses 4:8)



Para a Boca
Pronuncie apenas palavras edificantes e caridosas.

“Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, por que somos membros uns dos outros”.” Não sai da vossa boca nenhuma palavra tope; e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade,e, assim, transmita graça aos que ouvem”.

(Efésios 4:25, 29)


Para o Rosto
Sorria, sorria, sorria o dia inteiro.

Regozijai-vos sempre”.

(I Tess. 5:16)


Para as Pernas
Ande sem temer pelos caminhos em que Deus te guiar.

“Não to mandei Eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andes”.

(Josué: 1:9)


Para as Mãos
Una-as diariamente para uma oração especial.

“Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contendas”.

(I Timóteo 2:8)


Para o Coração
Irradie sentimento de amor.

“Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor”.

(I João 4:7,8 )


Mais uma para as pernas, pois essas fraquejam de vez em quando e nos fazem cair, então melhor fortificá-las mais um pouco
Tenha todos os dias contato com Deus.

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor requer de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benevolência, e andes humildemente com o teu Deus?”.

(Miquéias 6:8)



Depois dessa ginástica ter sido praticada diariamente, você olhará a semana que passou e só terá Alegria!!!

Beijão no seu coração

Pena disse...

Simpática e Estimada Amiga de Bem:
"...São folhas livres
caem com o vento
em formas de pensamentos
não aceitam algemas
voam como as borboletas
pousam onde querem..."

Um poema doce, lindo, lindo.
O seu blogue encanta e fascina quem por aqui passa.
Parabéns pela pureza e beleza de sentimentos.
Bem-Haja, pela ternura da visita fabulosa.
Abraço amigo ao seu gigantesco talento.
Sempre a admirá-la

pena

Grato pela amabilidade para com o meu blogue e comigo.
Todo o encanto do mundo, lhe desejo.
Bem-Haja, notável poetiza.
Adorei.

Anônimo disse...

Se for assim que venha,,,
Se trovoada de dezembro.
Não fizer carangueijos pelas fêmeas brigarem.
Fio de peixeira não se batizar.
E se errar na mão com o sal.
E a buchada de bode não amargar.
Nem precisa chamar que vou.
Pois onde tem mulher.
É bom da gota.
Sinto uma cosquinha na palma da mão.
Que só se asso sega quando vou.
Olhar e arrespeitar.
Pois como bom cabra da peste.
Não vim aqui para mangar.
Mas que um rabo de saia e bom.
Que me perdoe o santo padre.
Pois isso nem se pode colocar em questão,,,
JC.

Anônimo disse...

Sabe que vendo você vestida assim de india tive um besta de um pensamento.

Pai degua de pensamento.
O danado foi tão grande.
Que transpassou o realisar,,,
AP.

Anônimo disse...

Pois e.
Assim como antes de me decidir.
Para não mangar e por tudo a perder.
Olhei ao entorno.
E vi que o não serve como resposta,,,
Ap.

Anônimo disse...

Estava futucando o seu blog que por sinal e de muito bom gosto pois suas fotos sempre são de primeira qualidade.
Quando me veio a vontade de deixar algum comentário e o deixei.

Vamos dizer que a coisa ignora o controle.
Eu, havido de um carinho receber.
Inerte como se uma flor.
Esperando o seu primeiro contato.
Você, toda serelepe, esperta que só.
Sabendo onde pisar e o que dizer.
Claro que não iria dar certo.
Pois entre o Céu e o mar existem mundos que fogem a nossa compreensão.
Assim como entre o se conhecer existem segredos.
Que não abrimos mão.
E a coisa tende a sair fora de controle.
Pois entre nos não existe nem se quer uma parca amizade.
E se amigos fossemos.
Não precisaríamos pescar palavras.
Para dizer um para o outro.
E triste se almejar a companhia da solidão.
Que tenta nos enganar com réstias de felicidade passada.
Mas é assim que a coisa tende a se desenvolver.
No doce mundo da comunicação.
Pois ninguém mais Se interessa pela plantação.
Mais a colei ta.
E uma da mais pura da realidade.
Senhor AP.